Poesia – Criaturas Soturnas (Trecho)

Ratos pestilentos sairam calmamente do esgoto
Subindo lentamente pelas paredes do meu quarto
Agora estão roendo rapidamente o meu escroto
Enquanto penso de que estranho e horroroso parto
Sairam aqueles seres com cheiro de arroto.

(…)

Gatos soltam dentro da noite tristes miados
Que igual ao choro de uma pequena criança
Causa pedras e gritos atirados sobre telhados
Porque todos querem eliminar qualquer esperança
Podendo assim eternamente dormir sossegados.

1/1/1980

Do Livro:
“Arquíloco”, 1981

Barata, nascido Luiz Carlos, no dia do Anti-Natal do ano da Graça do nascimento de Bruce Dickinson, Madonna, Michael Jackson, Cazuza e Tim Burton, é poeta, romancista, ensaista e contista, além de produtor de eventos e artista plástico. Cresceu escutando Beatles, Black Sabbath, Rush e Pink Floyd. Participou da geração mimeógrafo nos anos 1970, mas quando chegaram os filhos deixou de ser poeta e foi tentar ser homem, o que no entender de Bukowski é bem mais difícil. Trabalhou como office-boy, bancário e projetista de brinquedos. Apesar de ter escrito milhares de textos nunca ganhou um prêmio literário. Foi apaixonado por Janis Joplin, Grace Slick  e Patti Smith; casou quatro vezes e Atualmente procura pagar as contas trabalhando com criação de sites, edição e diagramação de livros e arte digital.

DEPOIMENTO

Poesia boa, pura, em compasso de sofrimento. É preciso colocar esses poemas logo em letra de forma, impressa e ponto final. - Página do Livro - Diário Popular - 21/08/1981
Henrique Novak
São Paulo - SP
5 1 Vote
Article Rating
Assinar
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários