Erotize.me

Seção de publicações eróticas. Se tem menos de 18 anos, ou qualquer idade em que se incomode com conteúdo erótico, vá para outra seção ou saia do site!

Poesia – Grande Guerreiro Louco

Barata Cichetto . (De um titulo honorifico dado por Nua Estrela)Quando eu chorei, dissestes: "Pareces um menino, uma criança!”Então cresci ...
Leia Mais >

Poesia – Equilibrium

Barata Cichetto . "Quando estiveres velha e grisalhas, e cabeceares / De sono à beira da lareira, pega este livro, ...
Leia Mais >

Poesia – Indecências

Barata Cichetto . “Temos o direito de esperar decência comum até mesmo de um poeta” - George Orwell. E esperam ...
Leia Mais >

Poesia – Jesus Woman

Barata Cichetto . (Sobre a Arte Homônima de Nua Estrela). Por que minha imagem te causa repulsa tão enormeAlgo que ...
Leia Mais >

Poesia – Eterna

Barata Cichetto . Eu a estrangularia sem o menor pudor, remorso ou culpaA mataria sem porquês, sem pedir perdão, nem ...
Leia Mais >

Poesia – Fedidas e Fodidas

Barata Cichetto . E quanto a mim, prefiro foder mulheres fedidasSentir da bunda o cheiro das merdas dormidas.Pelos grudados no ...
Leia Mais >

Poesia – Beijo Grego

Barata Cichetto . Começo agora a contar uma história em verso não prosaSobre como as mentiras são como o espinho ...
Leia Mais >

Poesia – Vagina, Vulva ou Buceta

Barata Cichetto . Mas há muitos nomes àquela que mais amoE por apelidos carinhosos também a chamoPodem chama-la por nomes ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 27 – Porradas!

Barata Cichetto . Acaso lhe falei quando termina esta odisséia mundana?Apenas quando eu comer tua buceta, deliciosa putana!E a Homero ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 26 – Grande Buceta Mijona

Barata Cichetto . Assusta-te o tamanho imenso da minha cabeleira?Ou é apenas e somente um fetiche de cabeleireira?Então saibas que ...
Leia Mais >

Poesia – A Morte da Puta

Barata Cichetto . Ontem morreu uma puta, na rua, como sempre estavaMas foi estranha a sua morte, que ninguém acreditavaNão ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 23 – Foder o Mundo

Barata Cichetto . Cada parte da ode é uma trepada, cada qual um gozoE enquanto escrevo, penso o quanto te ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 22 – Voyeur

Barata Cichetto . Abaixe-se e feche a porta junto com o meninoEnquanto eu a olho com um olhar de libertinoQuerendo ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 21 – Infiel

Barata Cichetto . És casada? Quanto custa a tua infidelidade?Podemos pagar a conta da nossa ilegalidadeMas não fales comigo do ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 20 – Nem Fodedor Nem Fingidor

Barata Cichetto . Um dia alguém falou feito que os poetas não sabem foder direitoMas aquelas que com poetas foderam, ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 19 – Vai Embora, Cadela!

Barata Cichetto . Acorda, minha formidável e gostosa puta aprendizColoque sua roupa de barbeira, manicura, meretrizAcabou a trepada, a hora ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 18 – Me Odeia!

Barata Cichetto . E nas últimas horas apenas fodemos, trepamos e gozamosNos últimos tempos que passaram apenas de nós gostamosMas ...
Leia Mais >

Poesia – Zulmira

Barata Cichetto . Zulmira Cadela, um dia eu te fodi com ódio de morteTe comi e vomitei, e te tirei ...
Leia Mais >

Poesia – Calipígias

Barata Cichetto . Eu, que amo bucetas do mesmo jeito que mentesQue amo por que amo e só sei gostar ...
Leia Mais >

Poesia – Sexo dos Esqueletos

Barata Cichetto . E então morreremos juntos, amada que pulsa por mimE se longo ou se curto, nosso tempo chegará ...
Leia Mais >

Poesia – As Mil e Um Noites

Barata Cichetto . Então comeces agora a contar a história da tua vidaSobre o quanto fostes vagabunda, safada e atrevidaPois ...
Leia Mais >

Poesia – Versos Orgânicos – 17 – Esporrada

Barata Cichetto . Por ultimo, agora que estamos cansados, quero apenas lhe sugarSua buceta é doce, seu cu é salgado ...
Leia Mais >
Carregando...;
0 0 Votes
Article Rating
Assinar
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários