Conheça.me

Poesia – Beijo Grego

Barata Cichetto . Começo agora a contar uma história em verso não prosaSobre como as mentiras são como o espinho ...
Leia Mais

Poesia – Vagina, Vulva ou Buceta

Barata Cichetto . Mas há muitos nomes àquela que mais amoE por apelidos carinhosos também a chamoPodem chama-la por nomes ...
Leia Mais

Poesia – Ato de Fé

Barata Cichetto . Ontem pedi a ela: - Chupa o meu pau, desgraçada!Ela me olhou e sorriu fazendo uma cara ...
Leia Mais

Poesia – Dama da Noite

Barata Cichetto . Digas com o que sonhas e sonharei contigo ao amanhecerContes os teus pesadelos que contigo estarei a ...
Leia Mais

Poesia – Fogo Vivo

Barata Cichetto . E tu também perguntas se algo em ti a mim inspiraRespondo que minha inspiração é tudo que ...
Leia Mais

Poesia – Tell Mama Go And All Views

Barata Cichetto . Parte 1 – A PerguntaPerguntas o que diria um poeta diante de tua imagemE me falta agora ...
Leia Mais

Poesia – Puta Sagrada

Barata Cichetto . Amo muito beijar tua enorme e bela bundaMinha faminta , doce e deliciosa vagabundaE no teu cu ...
Leia Mais

Poesia – Esparrela

Barata Cichetto . Eu? Quero foder a tua bundaE te chamar por vagabundaE a rima? Cala a boca imundaQue o ...
Leia Mais

Poesia – Esporro

Barata Cichetto . Quero esporrar-te na cara feito o ator pornô de quintaE lambuzar teus peitos feito um astro infantil ...
Leia Mais

Poesia – Roteiro Para Filme Pornô

Barata Cichetto . Quero enfiar meu dedo na tua buceta, dentro do tremCom trabalhadores apressados, fingindo que não veemSentir escorrer ...
Leia Mais

I’m Waiting For My Man (The Day That Lou Reed Meet Charles Bukowski)

Barata Cichetto .  Translate and Voice: Daniel Kobra Kaemmerer I’m a white guy. Singer and composer. I’m wear sunglasses and a well worn ...
Leia Mais

Poesia – Sacanas Bacanas

Barata Cichetto . Enquanto te espero chegar cansada do trabalhoApanho, seguro firme e masturbo meu caralhoImaginando que quando entrares a ...
Leia Mais

Poesia – Troco Poesia Por Sexo

Barata Cichetto . Uma dessas noites vagabundas, cheias de filhos do poderEu, bêbado e encharcado de chuva e de vontade ...
Leia Mais

Conto – O Gato Branco

Barata Cichetto .   “Não obstante, tão certo como existe minha alma, creio que a perversidade é um dos impulsos primitivos do coração ...
Leia Mais

Poesia – A Balada de Izabel Cristina

Barata Cichetto . 1 – "Vicious, you hit me with a flowerYou do it every hourOh, baby you're so vicious..." ...
Leia Mais

DEPOIMENTO

Conhecer o Luiz Carlos Barata Cichetto mesmo que só virtualmente foi uma daquelas “dádivas” malucas que o destino nos oferece. Integridade e caráter não costumam andar juntos, mas no Barata descobri que isso está entranhado nele, está em suas veias, assim como sua poesia nua e crua que me encantou desde o começo. O sexo em suas poesias se transforma em uma luxúria mundana como deve ser. Cada poesia sua é um orgasmo inesperado e voluptuoso, impossível de conter, impossível de explicar. Lendo seu livro “Versos orgânicos” me senti em estreita sintonia com o erotismo e a mais pura “sacanagem”, numa química que só podia vir de uma mente aberta e sem barreiras. E ainda tenho a honra de contar com ele, quando e como precisar. Posso pedir mais? Posso, quero mais e mais esse escritor vândalo criando e vomitando sua poesia mundana e sua amizade pra sempre, se possível! - Facebook, 15/08/2014
Nua Estrela
Porto Alegre - RS
0 0 Votes
Article Rating
Assinar
Notificação de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver Todos os Comentários